22 julho, 2013

Resenha: Amante Revelado, Irmandade da Adaga Negra

Olá pessoal! Mais uma resenha aqui no blog com esses vampirões que todos nós amamos *-*
Essa semana eu vou falar do 4º livro da saga Irmandade da Adaga Negra: Amante Revelado. Bora conferir?



Butch O'Neal é um lutador por natureza. Ex-policial da divisão de homicídios, durão, ele é o único humano que já foi admitido no círculo da Irmandade da Adaga Negra. E deseja mergulhar ainda mais fundo no mundo dos vampiros, na guerra contra os redutores. Não tem nada a perder. Seu coração pertence a uma vampira, uma beldade aristocrática inatingível para ele. Se não pode ter Marissa, então, pelo menos, quer lutar lado a lado com os Irmãos. O destino o amaldiçoa realizando precisamente o seu desejo. Quando Butch se sacrifica para salvar um vampiro dos assassinos, cai vítima da força mais sinistra dessa guerra. Deixado para morrer, é encontrado por um milagre, e a Irmandade recorre a Marissa para trazê-lo de volta. Mas, mesmo o seu amor pode não ser suficiente para salvá-lo...






Depois de 3 livros perfeitos que a J. R. Ward escreveu as expectativas para esse livro foram MUITO grandes. Lembro que eu ficava tão ansiosa depois do término de um livro, que li os 6 primeiros livros da saga nas minhas 2 semanas de férias da escola hehehe. Depois de muita expectativa... Eu não me decepcionei o/
J. R. Ward traz mais um livro sensacional para os fãs da saga e só faz com que nos apaixonemos muito mais pelos nossos irmãos.
Esse livro conta a história de Bucth, o policial humano que entrou no mundo dos vampiros para proteger uma amiga muito querida que veio a se tornar a Rainha dos Vampiros, a Beth, esposa do Rei Wrath. Entrou na Irmandade e foi recebido até muito bem pelos irmãos, e ficou muito amigo de Vishous. Ele acaba se apaixonando pela Marissa, que foi shellan do Wrath até ele se apaixonar e casar com Beth.
Eu particularmente não gosto da Marissa, acho ela uma personagem sem sal e que não traz emoção, não sei se foi essa a intenção que a Ward teve quando escreveu sobre ela, mas é a impressão que eu tenho. Contrariamente, eu adoro o Butch, ele tem tudo o que um personagem precisa pra me conquistar: ele tem carisma, é engraçado e é intenso.
Ao longo do livro nós vemos o romance proibido deles crescer, mas o Vishous não gosta nem um pouco. Ele possui um amor por Butch um tanto maior do que apenas de um irmão. Entre idas e vindas, lutas, quase mortes, eles conseguem superar toda essa relação e colocar tudo nos parâmetros.
Durante uma luta contra os lessers, Butch é capturado pelo Omega, tudo o Wrath mais tinha medo de que acontecesse, sendo iniciado como um lesser, sua vida foi salva pelo Vishous, e um laço de grande porte é construído entre os dois. Mas apesar de todos os esforços de Vishous, ele não consegue salvar sua vida inteiramente, Butch necessita passar por um ritual para que sua vida seja salva inteiramente, mas o risco de que ele morra é muito grande. Ele precisa decidir entre deixar se transformar num lesser e virar inimigo de seus irmãos ou passar por esse ritual e ter a possibilidade de morrer.

Esse ritual é o grande divisor de águas do livro e é através dele que o livro mais te surpreende. Quem ai já leu o livro e curtiu tanto quanto eu? Deixe ai nos comentários. Se ainda não leu, não deixe de conferir. Até a próxima pessoal. Xoxo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário