10 julho, 2013

Poesia e acidez com Charles Bukowski

Olá pessoas lindas do meu Brasil! *-*
Resolvi falar sobre um livro de poesias e de um dos meus poetas favoritos: Charles Bukowski.


Eu me apaixonei por Bukowski esse ano quando assisti ao filme 16 Luas, depois disso cacei interminavelmente seus poemas pela internet. Até hoje eu só li um livro dele, e foi de poesia (infelizmente só esse), mas pretendo ler seus livros em prosa. OK, eu li o livro “Os 25 melhores poemas de Charles Bukowski”.
Eu peguei esse livro na Biblioteca Pública de Niterói e estou apaixonada, a edição é bilíngue, ou seja, é possível ler seus poemas na íntegra e traduzidos por Jorge Wanderley.
Eu indico esse livro para todos os apaixonados por poesia e até aqueles que não são – para que possam se apaixonar também.
Só tenho uma coisa a dizer, Bukowski é o tipo de autor que fala o que quer, o que pensa e não se importa muito com as mídias ou a opinião dos outros, pode parecer um pouco chocante – especialmente se for a primeira vez que você for ler algum texto ou poema dele. Mas digo mais uma coisa, o cara era um gênio *-*
Me despeço de vocês hoje com o poema que mais gostei desse livro:

Uma Palavrinha sobre os Escrevinhadores de Poemas Rápidos e Modernos

“é muito fácil parecer moderno
enquanto se é na realidade o maior idiota jamais nascido,
eu sei: eu joguei fora um material horrível
mas não tão horrível como o que leio nas revistas,
eu tenho uma honestidade interior nascida de putas e hospitais
que não me deixará fingir que sou
uma coisa que não sou –
o que seria um duplo fracasso: o fracasso de uma pessoa na poesia
e o fracasso de uma pessoa
na vida.
e quando você falha na poesia
você erra na vida,
e quando você falha na vida
você nunca nasceu
não importa o que digam as estatísticas
nem qual o nome que sua mãe lhe deu.
as arquibancadas estão cheias de mortos
aclamando um vencedor
esperando um número que os carregue de volta
para a vida,
mas não é tão fácil assim –
tal como no poema
se você está morto
você podia também ser enterrado
e jogar fora a máquina de escrever
e parar de se enganar com
poemas    cavalos    mulheres    a vida:
você esta entulhado
a saída –
portanto saia logo
e desista das
poucas preciosas
páginas.”

Quem aqui já leu Bukowski ou ficou com vontade de ler? Deixe nos comentários. Até a próxima. Xoxo.


3 comentários:

  1. Já ouvi falar de Charles Bukowski, mas nunca li nada dele. Mas depois desse post, fiquei com vontade de ler =D Parabéns pelo post e pelo blog!

    http://um-momentoasos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwwn, que bom que gostou, espero que leia sim *-*
      obrigada flor ♥
      Xoxo, Lor.

      Excluir
    2. Você sabe qual poema dele foi usado no filme 16 luas?
      Eu estou desesperada pra saber!
      Quem souber POR FAVOR mande o nome do poema em português e todas as informações possíveis sobre ele para o meu email que esta abaixo:
      marcella.m.garcia1300@gmail.com

      Excluir